Mundo de Bob #03 – Manual 5S da humildade

Transcrição de último relatório de membro raúnico via mensagens instantâneas:
Rauzito diz: Diogo Bob, detectei que seu id remoto encontra-se com status online.
Diogo Bob diz: Putz, fala Rauzito. Tô editando!
Rauzito diz: Detectei isto também.
Diogo Bob diz: Tá, mas o que você quer?
Rauzito diz: Minha tarefa é verificar se o protocolo “Mundo de Bob” já está finalizado para lançamento.
Diogo Bob diz: Você não detectou que estou terminando de editar.
Rauzito diz: Obviamente, mas estou ativado em um processo conhecido pelos humanos como cobrança.
Diogo Bob diz: Falta muito pouco. Eu estava pensando em como a internet brasileira tem aversão a promoção individual, em divulgações do próprio trabalho dos produtores de conteúdo.
Rauzito diz: Meus sistemas avaliam que a afirmação proferida é verdadeira, mas o lançamento do episódio se faz necessário.
Diogo Bob diz: Ok Rauzito, só me deixa finalizar a minha edição com calma, pois esse episódio deu muito trabalho, mas produzir conteúdo para a internet não é trabalho.
Rauzito diz: Observo que a relação entre produção de conteúdo para a internet e trabalho é bem clara.
Diogo Bob diz: Quem me dera que todas as pessoas fossem lógicas como você.
Rauzito diz: Fui projetado para ser 100% lógico, os humanos falham nesse quesito.
Diogo Bob diz: De qualquer forma, finalizei o episódio. Assim não vou precisar ferir os 5S da humildade e assim ser severamente julgado…

Assine o feed: AndroidiTunes

  • Luiz o Henrique

    Eu faço só por dinheiro, não ta dando certo, mas to fazendo.
    Nesse exato momento a conta está negativa.
    Rola uma síndrome do coitado, as pessoas amam o derrotado que tem um projeto maneiro e que não vai pra frente.

    Então é isso aí, espero que me odeiem por ser famoso e rico um dia. Amém!

    • Diogo Rodrigues

      Ahahahaha… Valeu Luiz! Você tem que seguir mais as dicas do Pedrinho Nãoqueira.

  • Felipe Canela

    Senti uma alfinetadinha num certo grupo do Telegram… rsrs! Ou não?! hahaha

    • Diogo Rodrigues

      Ahahahaha… Trata-se de uma obra de ficção. Qualquer semelhança com fatos ou pessoais reais é mera coincidência!