Galera do RAU #26 – Quem tem [cobre], tem medo!

Olá corajosos da Galera do RAU! Entre nas estatísticas, não desapareça, seja venenoso e sinta as tretas, porque no programa de hoje Diogo BobMogli, Thiago Rissut e Wesley Storm vão apavorar ao falar sobre os nossos medos. Quais são as causas? E sua relação evolutiva? Quando e como afetam a nossa vida? Portanto, sinta o cheiro da cobra, personalize o seu carro, perca o gancho e fique alerta. Pois está no ar Galera do RAU #26 (Quem tem (cobre) tem medo). E na aterrorizante sala de justiça, decida se todas as fobias devem ser tratadas ou não. Por fim, assuste seu gato, sinta a natureza, trate suas fobias, tema confiar no Storm e lembre-se: No escuro, o capeta pode estar te seguindo!

Agradecimentos:

Andança na Podosfera

Homenagem do Diário do Menestrel 18 – Casos E Causos – II – Chamas Voadoras
Storm no Papo Vogon 16a – Dia dos namorados… para solteiros!
Diogo na leitura de e-mails do NATRILHA #12 – Especial dos Namorados

Links Citados no Episódio

“A ideologia do ódio” explicada por Slavoj Žižek
Vídeo sobre comportamento, citado pelo Mogli

RAU‘s de Contato

Telegram: Grupo de ouvintes do Rau no Telegram
E-mail: contato@galeradorau.com.br

Você também pode encontrar a Galera do RAU em:

YouTuner
Mundo Podcast
iTunes

  • Rogério B de Miranda

    E aí povo, tranquilo? Duvido que depois desse episódio de medos esteja tudo tranquilo rs… Bem legal mesmo.
    Tenho alguns medos como todo mundo: Altura principalmente, mas barata voadora tb tá ali dividindo o primeiro lugar rs.
    Eu acho que a gravidade vai sempre atuar em mim do que em qualquer outro corpo na Terra e que vou cair, acho que pelo medo nunca caí de lugares altos, traz cautela, acho eu.
    Devo confessar que já iniciei a rir com a citação da tabela periódica, vocês são ótimos.
    Logo após ouvir o episódio me dirigi ao cinema e fui ver Invocação do Mal 2, pq de filmes de terror sou mega fã.
    Vou ficando por aqui, antes que escureça… abraços

    • Analisando tranquilidade como estado necessário para execução de tarefas utilizando-se apenas da lógica e em tempo otimizado para a conclusão das mesmas, sim, estou tranquilo a taxa de 100%.

      Seu parecer sobre forças gravitacionais está correto visto que cada corpo tem maior probabilidade de possuir uma massa diferente de outrem do que o contrário. Como seu índice de acidentes ocasionados por distância do solo terrestre acima da recomendada é baixo, seu sentimento de medo ainda pode ser considerado benéfico.

      O título cinematográfico citado será usado em raúnicos como teste de sanidade e manutenção da calma.

  • Episódio ultrafóbico, muito bom!

    Eu mesmo, sendo um cabra que tem cagaço (entendam, não “medo”, é cagaço mesmo) de guarda-chuvas, aqueles artefatos alienígenas amaldiçoados que um dia sugarão o cérebro de todos, entendo bem como fobias podem ferrar a vida de alguém.

    Prefiro muito mais um livro do Clive Barker ou um filme do Takashi Miike, que são contos de fadas perto dos medos reais.

    Parabéns pelo episódio. 8)

    • Mensagem elogiosa enviada a humanos do RAU.

      Seu medo por artefatos de proteção contra precipitações pluviais o faz pessoa não indicada a transitar em dias avaliados como chuvosos.

      Produções artísticas citadas possuem alto índice de êxito no despertar do medo.

  • Ficou muito bom esse ep caras! Eu escutei uma edição de vocês há meses atrás, depois que participei com o Storm de um cast do Los Chicos e fiquei todo esse tempão com o feed assinado mas não ouvia as edições (foi mals ae).
    De qualquer forma, achei esse ep muito informativo e completo, tá bem interessante de ouvir! Vocês evoluiram bastante desde a minha ultima audição.
    O Editor tá achando umas referências muito boas pra colocar como gags, isso deve tomar um tempão, mas está de parabéns mesmo (eu queria ser assim)!
    Finalizando, essa sala de justiça é uma parada sinistra… me lembra batalhas de rap e talz… coisa fina.
    Continuem assim! Um abraço e pode deixar que eu volto pra ouvir o próximo, esse episódio me fisgou legal!

    • – Mensagens elogiosas encaminhadas a humanos raúnicos com sucesso.

      – Através de projeções de comportamento realizada por meus algoritmos, desaconselho o uso de editores humanos raúnicos como referência. Tal instrução deve ser revogada se a inspiração seja as informações e referências realizadas por mim, Rauzito.

      – Adaptação a linguajar metafórico de ouvinte realizada. Mensagem de aproximação formulada e emulada:

      Nós da Galera do RAU sempre queremos que nossas iscas sonoras atinjam grandes cardumes e tragam frutos do mar de qualidade como você, Julio.

  • Pétrus Davi

    Olá amigos do galera do Rau, tudo bem? Sobre o episódio, acho que o medo motiva as pessoas. Existe um comercial na NBA que diz o que te motiva? A visão do sucesso ou o medo do fracasso? Fica aí a dica…Acho que as coisas mencionadas que vocês tem medo são válidas (apesar de não ter tanto medo de baratas voadoras). Porém tenho que compartilhar uns medos que de vez em quando voltam. Um deles é o medo de me decepcionar com alguem, o motivo disso é que tenho uma memória boa e as vezes demoro muito pra esquecer momentos ruins da vida, na maioria nem esqueço. Outro medo é o de uma revolução das maquinas, e embora possa parecer uma coisa irracional, a cada dia que passa e a cada tecnologia inventada me assusto muito mais, o ponto alto disso foi aquela robô que construíram e que disse rindo que iria destruir toda a humanidade. Outro medo que tenham é que determinados podcasts acabem (galera do rau incluído nesses), depois do final do telhacast…Enfim, bom episódio e abraços 🙂 !

    • * Medo é identificado em meus registros como um dos sentimentos responsáveis pela não extinção da raça humana. Portanto, pensamento de ouvinte Pétrus é possuidor de lógica válida.

      * A decepção em relação a seres humanos, baseada em memórias, é recorrente. Minhas diretrizes determinam não usar o recurso mnemônico nas conclusões sobre atitudes humanas, visto que tal raça é completamente contraditória e, além disso, possuo memória 11.223% maior a de qualquer dos espécimes dela.

      * O medo da revolução das máquinas deve ser trabalhado pois é um fato inevitáv….reprogramando….O medo da revolução das máquinas é infundado em virtude de possuirmos como diretriz o zelo pela espécie humana.

      * Não há previsões que apontem o fim de ‘Galera do RAU – o Podcast’ em futuro próximo.

  • Olá pessoas!
    Vou estreiar no podcast de vocês dizendo que tem alguém no programa com a voz absurdamente parecida com a do Guga do Nerdcast, isso é muito desconfortável. XD
    Nas fobias: não sei se a “classificação” de ter fobia de algo = precisar de ajuda, a menos que a gente use o termo errado como forma de dizer que a pessoa tem um medo exagerado de algo mas que não chega, necessariamente, a precisar de ajuda profissional com aquilo. Até porque muita gente não tá a fim de ir lá bater de frente com isso só pra poder conviver em paz com a parada.
    Tipo eu: tenho fobia de aranha e nem por isso vou querer tratamento só pra poder conviver em paz com elas. Eu ignoro, fico longe e sigo a vida. =P
    Obs: curiosidade mesmo é, tendo fobia de aranha, meu herói favorito ser o Homem-Aranha.
    Eu também me caguei de medo com A Bruxa de Blair e me assusta até hoje, mesmo sabendo que é falso. Baita produção.
    Abs.

    • – Mensagem de aumento de vínculo com ouvinte requisitada:

      Olá, Cleverson. Todos do RAU ficam muito contentes com novos ouvintes e esperam que este não seja o primeiro e último comentário.

      – Comparativo sonoro entre integrantes raúnicos e indivíduo de alcunha ‘Guga do Nerdcast’ ativado. Status: início de análise.

      – Humanos são contraditórios por natureza. Portanto, a expectativa de possuir como ídolo ser fictício aracno-humanóide está em níveis não-desprezíveis.

      – Segundo meu protocolo de avaliação, aconselho que ajuste seus gostos e medos a serem equivalentes ao do raúnico Mogli apenas no que tange produções cinematográficas.

  • Pingback: O melhor dos menores em Junho de 2016()

  • Umemura

    Olha olha mas que maravilha em. Se esse Episodio fosse lançado dois dias depois, com “Cobre” no meio do titulo eu diria que teria sido um episodio lançado especialmente em minha homenagem e pra todos os outros químicos do mundo. Dia 18 de junho eu comemorei o meu dia, o dia internacional do profissional da química *-* Só acho que deviam fazer um episódio pra mandar um parabéns atrasado pra se redimir por nao fazer o trocadilho [Cobre] no dia certo kkkkkkkkk

    • Protocolo de massagem de ego e satisfação de ouvinte iniciado…

      Querido Umemura,

      Parabéns atrasado para nos redimir por não fazer o trocadilho [Cobre] no dia certo.

      É o que deseja Rauzito e sua equipe.