Galera do RAU #06 – Tá no Rio, Rock?

Atenção membros da galera do RAU, vamos esgotar rapidamente os ingressos do podcast mais rockeiro da podosfera brasileira. A banda formada por Bob, Rissut e Storm e o convidado super especial Marcos Assumpção, dos “Inversos Hiperbólicos”, vem discutir sobre um dos maiores festivais de música do mundo, o Rock in Rio! Mas deveria ser este um festival só de rock? Em nossa SALA DE JUSTIÇA iremos decidir isso, mas sem nunca abrir mão da honra. Conheça a história do pagodeiro que foi para a roda punk, do rockeiro que optou pelo show da Britney e saiba qual dos participantes explorou a boa vontade do público para assistir o show em lugar privilegiado. Monte em seu tigre, arme-se de suas garrafas d’água, seja mais marrento que o Freddie Mercury e discuta essas e muitas outras polêmicas no Galera do RAU #06.
Tá pelo rio? Rock!

Uma agradecimento especial aos nossos queridos “homenageados” no RAU de mensagens:
Thiago Rabelo (Darth Taverneiro), Arthur, Evandro, “Amigos do Mogli“, Audiofagia Podcast, Baby e claro:

Banda Inversos Hiperbólicos

Instagram: bandainversoshiperbolicos
Twitter: @hiperboinversos
Canal do youtube: Banda Inversos Hiperbolicos
Facebook: Banda Inversos Hiperbólicos

Links de Informações citadas no cast:

Os 5 melhores
Programação de atrações das edições passadas do Rock in Rio
Relato Roberto Medina – Parte 1
Relato Roberto Medina – Parte 2
Queen tocando Love of my life Rock in Rio 1985
Carlinhos e as garrafadas

 Você também pode encontra a Galera do RAU em:

YouTuner
Mundo Podcast

  • ah, RiR 3……

    Sheik Tosado, Pavilhão 9, Queens of the Stone Age, Sepultura, Rob Halford e Iron Maiden. de quebra, Pepeu Gomes e Supla na Tenda Brasil!!!

    o baixista da QOTSA, que tocou pelado…..a galera dei uma vaia nele, de uns 10 minutos, mais ou menos…e a banda enrolou uma meia hora, com papo de berimbau e capoeira!

    e eu paguei R$17,50!!!! inadmissível pagar mais que isso, uma vez que o Multishow passa o show completo, além de streaming!!!

    • e contar uma “quase” derrota….no 3, eu fui com uma camisa da Harley Davidson…..na roda de Sepultura, durante a primeira nuvem de poeira, eu parei na borda. eu só queria fugir, pra assistir o show…

      do meu lado, um cara de pelo menos uns 2 metros de altura, colete de couro, bandana…ele olha de relance pra mim, vê a camisa e grita: “curte moto?”

      antes de eu responder, o cara me puxa pelo braço, lá pro meio da pancadaria…eu tive um certo cagaço de não voltar pra casa, pra minha família e convívio social.

      porém, sobrevivi!!!

      • Mogli

        kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
        Eu também teria.
        Pra minha sorte Ismair, fui no ultimo RiR e não paguei nada. Concordo com você quanto ao valor dos ingressos, ainda mais com a grana que o evento recebe pra transmitir via streaming.

    • Rauzito

      Por meio de avaliações boolianas, atesto ser verdadeira a estimativa de 78,66% de não sobrevivência na ocorrência de evento similar ao narrado.

      Solicito o retorno do membro Mogli à sala de treinamento de argumentações e oratória.

  • Weeerrrrley safadaaaao

    • Rauzito

      Associação da alcunha a Wesley Storm efetuado com sucesso.

  • Falando como a criatura de meia idade que sou, já passada dos 40 e tendo estado nas edições 1, 2 e 3 do Rock in Rio, pude relembrar muita coisa ouvindo o episódio de vocês.

    Sabem como é, o cérebro vai ficando cansado, com aquelas pilhas de alocações de memória não usadas e jogadas junto dos padrões pictográficos das meias velhas ganhadas na infância, e voltam a tona somente quando um podcast como este as traz de volta a tona.

    A meu ver, apesar de não ter ido em mais nenhum RiR depois do terceiro (resultado de ter me mudado para Santa Catarina e viver ferrado de grana), Rock in Rio é o maior espetáculo cultural já produzido no Brasil (quiça do mundo) e o considero muito válido principalmente num tempo em que a música de massa se torna a cada dia uma descultura, tão restrita a tendências passageiras e singles que é difícil ainda ver alguém investir em realmente conhecer o trabalho completo de um artista musical.

    Muito obrigado por salvarem minhas memórias da pré-adolescência do Alzheimer, e maratona prosseguindo. 8)

    • Rauzito

      Humanos notoriamente possuem memória limitada, nós máquinas não sofremos de tal fraqueza.

      Uma busca mostra que o emissor do comentário possui arquivos de propagação de som denominado “Som no Caixão”.

      Uma breve avaliação mostra que “Pensador Louco” possui maior capacidade intelecto-cognitiva sobre o tema que todos os membros raúnicos participantes.

      Observação: Para a realização do processo avaliativo e exposição do resultado, foram somados os níveis intelectuais dos citados membros do RAU.

  • Pingback: Galera do RAU #16 – Comprar ou não? Eis a questão! – Galera do RAU()

  • Pingback: Galera do RAU #30 – É hora do Show, [Cobre]! – Podflix - Podcast()

  • Luiza Fernandes

    Não é um assunto que me interessa, mas vocês prenderam a minha atenção. Aprendi, ri. E a sala de justiça foi sensacional! Valeu.

    • Elogios armazenados com sucesso. Diogo Bob se utilizou de argumentos avaliados como ‘escusos’ para constranger convidado.