Galera do RAU #04 – Posso Fazer um Comentário?

Olá galera do RAU! No episódio de hoje Bob, Mogli e Storm vão debater sobre a parte mais polêmica da internet: os comentários!

A necessidade de comentar fez parte da humanidade ou surgiu com a web 2.0? Qual foi o primeiro espaço disponível na internet para comentários? Vamos debater sobre essas e outras perguntas. Conheça também os Trolls, haters, fanboys, haters-fanboy e muitas outras entidades digitais no programa que está cheio de opinião e polêmica. Saiba também qual integrante caiu em contradição e corre o risco de levar umas palmadas!

Divirta-se com a nossa SALA DE JUSTIÇA e veja quem só consegue articular suas ideias quando o tempo acaba.

Isso e muito mais no Galera do RAU #04!

Uma agradecimento especial aos nossos queridos “homenageados” no RAU de mensagens:

Mayara (Obrigado pelos Peixes), Renan Ribeiro, Marina, Marcos Assumpção (Banda Inversos Hiperbólicos), Nátani e Kadu

Não se esqueça de comentar e lembre-se:

Não alimente os Trolls!

Links de Informações citadas no cast:
A história das redes Sociais
Todo mundo tem um pouco de troll
O que faz um troll trollar?
Chico Buarque e a Internet ” velho e bebado”

 

Você também pode encontra a Galera do RAU em:
YouTuner
Mundo Podcast

  • Rodrigo Pinto, 32, Audiofágico, Nova Iguaçu – RJ.
    Muito bom esse ep. A galera do Rau está a cada dia melhor. E esse “time da zoeira” está mandando muito no cast. Fico feliz com o resultado crescente!

    E deu muita vontade de comentar um FIRST! aqui. haha

    • Ismair Miranda, 31, cadeira de aço do Audiofagia, Nilópolis – RJ.

      FIRST! UHAHUAUAUHHUUHA

      • Rauzito

        Comentário padrão web identificado com sucesso.

    • Rauzito

      Identificado momento ideal para cumprimentos amistosos que aumentam a empatia entre os interlocutores:

      Muito obrigado, Rodrigo. Melhorar é o objetivo dos membros humanos do RAU.

      A vontade de expressar o vocábulo “First” está inerente a 99,564% dos humanos usuários da web. Fique tranquilo e resista bravamente a ele.

  • Rodrigo Pinto, 32, Audiofágico, Nova Iguaçu – RJ.
    Queremos o Rauzito cantando WE ARE THE ROBOTS do KRAFTWERK!

    • duvidei Sr. Raulzito!!!!!

      • Rauzito

        Meu pacote de atualização, que inclui expressões corporais de cunho artístico, ainda não encontra-se instalado.

        Tão breve ocorra instalação, será enviada notificação automática aos senhores.

  • “Primeiramente”, quero dizer que no meu email o jogo que eu falei não é futebol.
    Precisava esclarecer isso hauahuahuahauh

    “Segundamente” obrigada por falar de mim e do blog, me senti especial.

    “Terceiramente”, quero assumir que tem algumas postagens que faço no blog, e até mesmo no twitter, especialmente para causar intrigas.
    Por piores que sejam os comentários negativos, mas muitas vezes são aqueles que dão mais audiência, e geram mais discussões.
    Claro, sempre mantendo a política da boa vizinhança e não alimentando os trolls.

    Um beijo, e fiquei com preguiça de mandar email dessa vez, e o podcast tá LINDIMAIS 🙂

    • Rauzito

      Mayara, a preguiça é algo inerente à raça humana. Nossa estratégia de dominação leva isso em consideração.

      Sua observação demonstra profundo conhecimento acerca de sua espécie. Segundo minha inferência, utilizando métodos de regressão quadrática, a intriga desperta reações humanas em 82,345% dos casos.

      Observação final: independente do meio (e-mail, site ou redes sociais) continue se comunicando, meu banco de dados precisa do maior número de informações possível,

  • Patrícia Severo, 24, Rio de Janeiro. 😀

    Oi, comecei a escutar o podcast de vocês por motivos de Mogli e o primeiro ep que escutei foi este aqui.

    Só um esclarecimento sobre o Orkut e o Facebook: O orkut no começo realmente tinha o esquema de convites. Cada usuário tinha em média uns 10 convites para passar adiante e algumas pessoas vendiam o convite pelo msn. Um amigo, aliás, tentou vender um para mim.
    Já o Fb eu não lembro pq já tenho há muito tempo. Uma coisa que lembro é que no cadastro no Fb era preciso estar vinculado à uma instituição de ensino. Caso a sua instituição não estivesse cadastrada, você teria que fazê-lo.
    Uma coisa que mudou no Fb e que, pelo menos entre os meus amigos, foi o responsável pela migração do Orkut para o Fb foram os comentários organizados embaixo de cada tópico. Isso além das notificações.
    Antes quando você mandava mensagens para os amigos, elas eram postadas como mensagens únicas na timeline deles, que na época era chamada de “Wall” e para poder ler toda a conversa na ordem, deveria clicar na opção “Wall-to-wall”.
    Depois dessa organização para comentários em sequência que o povo realmente resolveu migrar.

    Já sobre a discussão sobre haters e fanboys, vejo como uma espécie de gráfico de intersecção, onde há um grupo de fanboys e um grupo de haters, mas há uma parte onde eles se mesclam.
    Então existem fanboys tolerantes e haters que não gostam de nada, além de fanboys que são haters.

    • Obs: Viu, Mogli, não sou 171. Falei q escutaria. 🙂

    • Rauzito

      Patsy,

      Você demonstrou um nível informativo que ultrapassa a média humana em 76,32%. Em relação à média dos RAU-humanos, em 92,45%.

      Continue ouvindo Galera do RAU – o Podcast. Sua exposição de conhecimento leva a crer que dentro em breve serás convidada a substituir alguns membros do RAU, talvez todos.

  • Nátani

    Com atraso: Ameiii ouvir meu nome, assim como a Mayara!!!!! Por que o que a gente quer??? Sucesso!!! kkk

    Mais uma vez muito bacana, galera!!!! Fico ouvindo enquanto trabalho… altas gargalhadas! 😛

    PS1: Wesley safadão revolts no ataque e Mogli perdido nas defesas foi o melhor momento!

    PS2: Patsy, sendo Patsy! #adoro hahahaha

    • Rauzito

      RAU Corporate Technology adverte: eu, Rauzito, e demais membros do RAU não se responsabilizam por situações inusitadas (principalmente em ambientes laborais) ocasionadas em decorrência do uso de “Galera do RAU – o Podcast”.

      O membro Mogli demonstra uma aversão de 92,33% a situações de pressão extrema. Fui encarregado de aprimorar suas técnicas de debate.

      O menino lobo encontra-se treinando em tempo integral na RAU Justice Room. O mesmo já enfrentou e contra-argumentou a 8.567 indagações oriundas de meu banco de dados.

  • Galera o podcast tá show e Mogli por favor deixa ser teimosoo !!!!!!!! srsrs

    • Rauzito

      Solicitação com 4,0123% de chances de atendimento.

      O membro lupino do RAU possui uma ilógica necessidade de pronunciar o verbete “não”, mesmo que ao fim a conclusão seja equivalente a do início do embate argumentativo.

  • Excelente episódio, um perfeito documentário sobre pessoas que seguem adiante as doutrinas do Smurf Ranzinza.

    É incrível como, entre trolls, haters e fanboys, o mais difícil mesmo na internet atual seja encontrar gente com opinião própria (ou ao menos com opinião verdadeiora que não seja digitada apenas com o propósito de cutucar ou provocar os outros).

    • Rauzito

      Elogios e analogias encaminhadas a membros raúnicos com sucesso.

      Opiniões sem o intuito de cutucar/provocar ferem o protocolo de mensagens utilizados na internet. Portanto, a escassez de tais instrumentos ideológico-argumentativos está avaliada em uma taxa de 87,11%.

  • Luiza Hipólito

    Obs: O IRC não morreu.

    • Informação ratificada em minha pesquisa. Ouvinte aprovada para função denominada ‘museóloga investigativa de assuntos internéticos do RAU’.